Nossas Dicas

Você sabia que ao optar pela preventiva, seu mecânico pode determinar as prioridades da manutenção que tem mais urgência, ou seja, o que realmente precisa ser substituído e o que pode esperar mais algum tempo.

Dessa forma, você reduz os custos com a manutenção preventiva. Que se tornam extremamente baratos a médio e longo prazo, quando comparados aos custos de uma quebra inesperada e os transtornos que a acompanham. Verifique o nível do óleo semanalmente.

Com o motor frio, preferencialmente pela manhã antes da primeira partida e estando o veículo em piso nivelado. Troque o Óleo a Cada 5000Km ou de acordo com o fabricante.


Pneus e Rodas

Pneus e rodas são equipamentos básicos de segurança. Verifique a calibragem, estando correta garante a aderência na pista e a eficiência nas frenagens.

Use sempre pneus com as medidas indicadas no manual do veículo. Tamanhos incorretos alteram o comportamento da direção e tornam o veículo inseguro além de alterar o consumo de combustível. Calibre os pneus preferencialmente a cada 15 dias ou antes de pegar a estrada. Procure fazê-lo sempre com os pneus frios, preferencialmente pela manhã. Calibragem incorreta provoca desgastes irregulares na banda de rodagem do pneu, diminuindo sua vida útil. Se a pressão for insuficiente o pneu gasta principalmente nas bordas; se for excessiva, o desgaste será maior no centro.

Não esqueça de calibrar o estepe, que junto com o macaco, chave de roda, triângulo e extintor fazem parte dos equipamentos obrigatórios por lei.

Os pneus modernos trazem indicadores de desgaste, normalmente um triângulo ou as letras TWI impressos na lateral. Quando o desgaste atingir a marca TWI está na hora de trocá-los. O limite legal de profundidade dos sulcos dos pneus é 1.6mm. Abaixo disso são considerados "carecas", podendo o veículo ser apreendido pelas autoridades de trânsito.

Faça o rodízio, o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 km, isso aumenta a vida dos pneus e mantém o conjunto da suspensão e direção equilibrados, melhorando a segurança e dirigibilidade do veículo.

Suspensão

Ruídos e falta de estabilidade nas curvas são os primeiros sinais de problemas!

Faça uma revisão preferencialmente a cada 30.000 km e mande examinar:

- Amortecedores, molas e batentes quanto a ação e vazamentos.
- Folgas nas bandejas, buchas e pivôs.
- Folgas nos terminais e barras de direção.